Sobre Nadia Saad

Nadia Saad: Espírito inquieto de artista se propõe a buscar no desconhecido possibilidades de existência. A arte foi o caminho escolhido para configurá-la.
Após montagem de seu próprio ateliê, ampliou sua técnica, ganhou liberdade e criou seu próprio “universo” na escultura. Seus planetas e grandes esferas foram crescendo. O tamanho dos fornos não era mais suficiente. Assim saiu em busca de um forno maior. E foi em Pará de Minas, MG, que encontrou a Parapuan – Indústria de Tubos Cerâmicos. Surpreendente para qualquer escultor de cerâmica, a indústria possui 15 fornos de formas e tamanhos variados sendo que o maior deles “pode se transformar em um salão de festas com piano e orquestra”.
Na indústria Parapuan, conheceu as manilhas (tubos cerâmicos), encanto, espanto e vontade. Na ância de trabalhar “transportou a linguagem das esferas para as manilhas”. Elas continham o dentro e o fora, claro e escuro e o circular estava incluído também. Apesar de belos, os resultados não a satisfizeram. Na arte de criar objetos, e no diálogo com a matéria, Nadia logo percebeu que as manilhas remetem a um simbolismo que traduzem uma outra combinação subjetiva de sentimentos e pensamentos, ao mesmo tempo em que podem ser associadas a formas existentes na natureza. 
Sua criatividade estava amparada pelas facilidades técnicas que a indústria oferecia. Passou a criar objetos com forma e função definidas, voltadas para a arquitetura e decoração. Não só Nadia, mas os funcionários – aos poucos – passaram a se envolver com o trabalho. Foi com a possibilidade de participar de mostras de arte que a parceria com a indústria se consolidou através do “Projeto Parapuan – Arte na Indústria”.
Esse envolvimento da “Arte na Indústria” está produzindo uma leva muito interessante de produtos, que podem receber água, ficar ao ar livre, receber luz, como os protótipos já desenvolvidos.
 Texto copilado e editado por Matheus da Costa.

A Busca dessa criação

Quando Nadia saiu em busca de um forno maior, não imaginava que acabaria fazendo objetos de design, e muito menos que o trabalho “desembocaria” em um Projeto de Inclusão Social.
No contato com os funcionários da Parapuan pôde perceber que o trabalho abriu horizontes, aguçou a criatividade das pessoas, possibilitou que a matéria prima e os meios de produção ganhassem novo sentido. “As manilhas passaram a ser tubos comunicantes” e “Deixaram de ser um peso a ser carregado para carregar os sonhos de cada um e de todos nós”.
Nadia Saad compreende o projeto como uma mobilização social, na presença e na rotina de seus funcionários.
Sempre sita um verso de Yoko Ono, que John Lenon e Raul Seixas cantavam:
“Um sonho que se sonha só é só um sonho que se sonha só.
“Um sonho sonhado por muitos é realidade”.

Texto copilado e editado por Matheus da Costa.

Breve Currículo

 Nascida em 24/04/1957.
Paulistana há mais de 52 anos.
Ceramista há mais de 25 anos.

 

Exposições Individuais

 

Banco Central,
São Paulo, SP

 Ponto de Mutação

Bell’Art Livraria, Santo André, SP

Do Universo à Terra na Arte do Barro

Exposições Coletivas

 

Casa do Olhar, Santo André, SP

Encontros

Centro Histórico Cultural Antônio Klinger Filho (DMAE), RS

Água

Pinacoteca da FEEVALE, RS

Passaporte cerâmico – A Identidade do Barro

Banco Central São Paulo, São Paulo, SP

Melhores de 2008
Agraciada com Menção Honrosa

Museu Alfredo Andersen, Curitiba, PR

2º Salão e 3º Congresso Nacional de Cerâmica, Curitiba, PR
Agraciada com Menção Honrosa

Banco Real, São Paulo, SP

 O Japão Em Cada Um De Nós

Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa, São Paulo, SP

35º Salão Bunkyo de Arte ContemporâneaAgraciada com o 1º Prêmio, Medalha de Ouro, (viagem ao Japão), pelo conjunto da obra

Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa, São Paulo, SP

10º Salão Bunkyo de Art Craft
Agraciada com o 1º Prêmio pelo conjunto da obra

Centro Cultural Dannemann, São Félix, BA

VIII Bienal do Recôncavo Baiano

 Museu Alfredo Andersen, Curitiba, PR

Salão e Congresso Nacional de Cerâmica,2006

Espaço Cultural Presença da América Latina, São Paulo, SP

I Salão de Artes Brincando com Fogo Agraciada com o 1º lugar

Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo

Participação (por 3 anos consecutivos) da Mostra de Artistas e Artesãos da Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo

Assembléia Legislativa do Estado de
São Paulo

 2º e 3º Talentos da Alesp

Na busca da formação:
– Cursos SESC Pompéia – SP
– Aluna de Célia Cymbalista por dois anos e sua assistente por mais dois.
– Curso de preparação de esmaltes com Jacy Takai
– Aulas práticas e teóricas com Megumi e Naoko Yuasa, que evoluíram para
encontros periódicos para discussão sobre arte, cerâmica e vida.
– Aulas de Desenho com Sergio Fingermann, Dalton de Luca e Dudi Maia Rosa.
– Cursos de editoração de textos e imagens, tendo vários trabalhos publicados.
– Viagem ao Japão com enfoque cerâmico e pesquisa das queimas tradicionais
de cerâmica japonesa, abril e maio de 2008;

Formada em Psicologia em 1983. 
Participou regularmente de Rallies. 
Viajante do Mundo.

Agradecimentos Especiais:
Fatima Salomé e Odete Cury Saad (in memorian), Alexis Saad, Megumi e Naoko Yuasa, Antonio Venturato, Tadeu Borges, Egle Spilar, Hélio Valdafini, Patricia Ide, Joyce e Carlos (queridos ajudantes).

 

 

Nadia Design em Cerâmica Conheça todos trabalhos e trajetória da artitsta"
Atêlie Matéria da Terra - Esculturas e Cerâmicas - cel.: +55 11 9915 9910
Copyright 2017 - Nadia Saad - Todos os direitos reservados